26 de out. de 2020

Desmanche de trabalhos


É COMUM NA UMBANDA E NA APOMETRIA SE "DESMANCHAR TRABALHOS FEITOS"?

VOVÓ MARIA CONGA: - Há almas humanas desencarnadas que grudam nos filhos como se fossem carrapatos. São espíritos doentes, parentes que já morreram, viciados e imorais simpatizantes, inimigos com vínculos cármicos. Todos atraídos por pensamentos semelhantes aos dos filhos, precisando de socorro e esclarecimento. Existem fluidos astrais pesados, restos de "corpos" que são formas-pensamentos elementares que vagueiam sem destino e chegam atraídas pelos filhos como ímãs. São produtos da mente humana, de baixo teor, e poluem as cidades. Existem os trabalhadores dos magos negros, das organizações do Astral Inferior, que só almejam "roubar" ectoplasma dos filhos, entre muitas outras figuras típicas em simbiose com os filhos, sobre o que não vamos nos alongar.

"Trabalho feito" não quer dizer só aquele em que um macumbeiro de aluguel tem de ir a uma encruzilhada fazer despacho de animal sacrificado com derramamento de sangue. Os pensamentos negativos continuamente emitidos pelos filhos, às vezes criam "artificiais" que se tornam obsessores daqueles que os criaram, como uma mãe que repetidamente "enxerga" uma filha sendo estuprada ou um pai que em tudo "vê" o filho se drogando. Muitos dos "demônios" que os cercam são fruto das mentes dos filhos. E pensar é fazer trabalho, feitiço, mandinga ou bruxaria, desde que não sejam os pensamentos para o bem e não respeitem o livre-arbítrio das criaturas que estão à volta dos filhos.


Por: Ramatís e vovó Maria Conga/Norberto Peixoto - Evolução no Planeta Azul
Fonte: Pérolas de Ramatís

banner-redes-sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário