23 de abr. de 2020

Um dia você vai entender




Um dia você vai entender que todas as coisas que pareceram dar erradas no fundo deram certo, porque elas foram os atalhos que, sem você saber, te conduziram ao seu caminho.

Um dia você vai entender que está tudo bem em não se sentir bem todo o tempo. Todos já tiveram seus momentos de tristeza, desânimo e já se sentiram insuficientes ou não merecedores. Um dia você vai entender que a vida é feita de partidas e chegadas, e que nem todos (mesmo aqueles que amamos muito) estarão ou precisam estar em cada passo do caminho. Sempre haverá algumas pessoas que vem para estar e outras para ensinar. Ambas fazem parte da trajetória.

Um dia você vai entender que nem todas as conquistas externas podem valer tanto quanto a sua paz. Que aprender a ver as estrelas, apreciar o pôr-do-sol, sentir a brisa do vento no rosto e se permitir ser simples te traz muito mais felicidade do que adquirir as coisas mais caras.

Um dia você vai entender que nós devemos ser a nossa maior expectativa. Esperar algo de alguém é natural, contudo nem sempre (ou na maioria dos momentos) os outros vão atender as nossas expectativas. Por outro lado, atender as expectativas que temos sobre nós mesmos sempre estão ao nosso alcance.

Um dia você vai entender que você não precisa ser a pessoa mais bela, mais bonita ou a mais inteligente para ser feliz. Basta ser quem é. Você vai entender que estamos aqui para ser quem somos, que nosso jeito de ser é único e sagrado, e que os desejos do nosso coração quando puros e verdadeiros são tão válidos quanto qualquer outro.

Um dia você vai entender que nem sempre é preciso entender, saber tudo ou conhecer todas as respostas. Que em muitos momentos o que precisamos é simplesmente seguir com o fluxo e deixar ser o que será.

Um dia você vai entender os significados, os sentidos e os propósitos de cada situação que viveu, de cada pessoa que encontrou pelo caminho, de cada dor ou alegria que teve. E quando entender verá que nada foi ou será em vão!

Por: Alexandro Gruber (@alexandro_gruber)
Fonte: @silencio.divino

**Conheçam nossas redes sociais**

Nenhum comentário:

Postar um comentário