11 de mar. de 2020

Desejos




Tudo o que desejamos na vida se torna uma fonte de ansiedade e de angústia. Isto porque o ego se alimenta da satisfação de desejos e, assim que um deles é preenchido, ele logo trata de criar uma nova necessidade.

Aqueles que ainda não ampliaram sua consciência e vivem direcionados pela mente, supõem estar no controle total da realidade e acreditam que a sua vontade e ação serão suficientes para lhes trazer o que desejam.

Quando isto não acontece, são tomados por uma profunda raiva e um sentimento de frustração quase insuportável. Esta forma de agir é característica da infância e da juventude, quando nos movemos tendo como única diretriz a afirmação de nossa individualidade.

O problema é que este ego infantil nos acompanha ao longo da vida e muitos chegam à idade adulta agindo do mesmo modo. A transformação essencial acontece quando conseguimos substituir a ansiedade e a urgência pela entrega confiante.

Aquilo que desejamos alcançar, - seja um amor, uma conquista material ou simplesmente um estado de harmonia e paz, deve primeiramente ser semeado como uma intenção em nosso coração.

Depois, basta relaxar, ocupar-se de tudo o que possa trazer alegria e celebração, deixando que a existência faça a sua parte. Quanto mais cultivarmos esta certeza, mais rapidamente virá a nós a realização do que almejamos.

Isto constitui a essência do milagre, este misterioso processo em que se baseia a vida, mas que só se torna disponível para quem estiver verdadeiramente disposto a abandonar para sempre a antiga forma de agir.


Por: Osho

Um comentário: