19 de mar. de 2020

Como aumentar a imunidade?




Incluímos entre outros, os micronutrientes, os suplementos nutritivos microbiais, as vitaminas e os fitoterápicos.

 ZINCO – é o mais importante dos micronutrientes para o sistema imunitário.  Envolvidos na função imunitária, estão também: o Vitaminas A, B6, E e C o Ácido fólico; o Ácido pantotênico; o Ácidos gordos essenciais; o Outros minerais para além do Zinco – cálcio, cobre, ferro, magnésio, manganés, selênio.

 Os PROBIÓTICOS são suplementos nutritivos microbiais, que têm como objectivo melhorar o equilíbrio e reforçar a microflora intestinal – v.g. por intermédio dos lactobacillus –. São particularmente úteis nos casos de candidíase e quando se fazem antibióticos.

 ALCAÇUZ – Tradicionalmente indicado nas patologias do estômago e do duodeno, estimula a formação de leucócitos e anticorpos.

 ALHO – Infecções bacterianas, virais ou fúngicas. Estimulante do sistema imunitário. Candidíase. Foi realizado um estudo em doentes que fazem terapêutica retroviral, que o alho inibe a sua ação. Está também contraindicado em pacientes que tomem anticoagulantes.

 ANTIOXIDANTES – Existem formulas complexas no mercado – à venda em farmácias e nas lojas de produtos naturais –.

 ASHWAGANDHA – Tem ação anti-inflamatória, antimicrobiana, antitumoral, e imunossupressora nas doenças autoimunes.

 ASTRALAGUS (ASTRALAGUS MEMBRANACEUS) – Ativa o sistema imunitário e é indicado nas infecções por vírus.

 CARTILAGEM DE TUBARÃO – No cancro terá de ser estudado caso a caso, devido às suas implicações com o coração.

 CHLORELLA – Alga unicelular que promove o aumento dos glóbulos brancos e age como antiviral.

 COENZIMA Q10 – Entre outros, na deficiência do sistema imunológico e no cancro. Essencial para prevenir as sequelas do envelhecimento.

 EQUINÁCEA – Estimulante do sistema imunitário. Não deve ser tomado por crianças, grávidas e pessoas com doenças autoimunes – anemia perniciosa, artrite reumatoide, diabetes do tipo I, doença celíaca, doenças da tiroide, esclerose múltipla, lúpus eritematoso, trombocitopenia imune –. O tratamento não deve exceder um mês, sob pena de se correrem riscos de imunossupressão. Por tal motivo, os pacientes com VIH não devem fazer este fitoterápico – o mesmo se diga do homeopático.

 GARRA DE GATO (CAT´S CLAW) – Tem um efeito poderoso, estimulando o sistema imunitário, e sendo antioxidante, anti-inflamatório. É uma planta a considerar, quer nos casos de tumores quer de VIH.

 GINSENG AMERICANO – É uma espécie bastante próxima do denominado Ginseng Coreano, sendo no entanto mais “calmante” do que este. O Ginseng é uma planta de características adaptogénicas, aumentando a resistência do organismo às agressões exteriores e ao stress psíquico e físico. Deve evitar-se o café com todas as espécies de ginseng.

 GINSENG COREANO – Tem um poder estimulante superior ao do Ginseng Americano. Tonifica todo o organismo e estimula o sistema imunitário, exercendo ainda uma ação benéfica no sistema nervoso.

 GINSENG SIBERIANO (ELEUTHEROCOCCUS SENTICOSUS) – Tônico adaptógeno.

 ÓLEO DE ONAGRA – Nas desordens imunológicas.

 ÓLEO DE FÍGADO DE TUBARÃO – Estimulante do sistema imunitário, com relevante efeito nas células T.

 PAU D´ARCO – Antibacteriano, viral e fúngico. Também utilizado no cancro.

 RNA/DNA – Estimulante do sistema imunitário.

 REISHI-SHITAKE-MAITAKE – Estimulante do sistema imunitário. Carcinomas. Como coadjuvante nos tratamentos radioterápicos e quimioterápicos.


 CARDO MARIANO – Regenerador do fígado com manifesta função desintoxicante.  URTIGA – Desintoxicação do organismo.

Há ainda a considerar os seguintes medicamentos naturais:  PROPÓLIS.  PÓLEN.  GELEIA REAL  LECITINA DE SOJA  CHÁ VERDE – Função antioxidante. Existe um estudo, do princípio do milênio, que o associa à prevenção de carcinomas da boca, cólon, esófago, estômago, mama, recto e dos pulmões – num máximo de 5 chávenas diárias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário