15 de jan. de 2020

Ingratidão



Muitas pessoas costumam cuspir no prato em que comeram antes. E fazem isso com frequência. O motivo disso é um só: a arrogância que cegou seus corações. Por isso, são ingratas.

Portanto, não se aborreça com a ingratidão alheia e nem com o que os outros fazem. Cada um carrega dentro de si mesmo o fel com que amarga a vida dos outros. E, às vezes, o veneno é inoculado em palavras malfadadas e inadequadas.

Não se preocupe se cuspiram no prato, ou não. Cada um é responsável pelo que projeta no mundo. Preste mais atenção em como você lida com isso.

Se alguém cuspiu, não se incomode. Apenas lave o prato e siga em frente... E continue oferecendo o prato limpo para outros.

E se cuspirem de novo, paciência. Lave o prato novamente...

Sua tarefa é deixar o prato limpo e pronto para servir.

Não lhe cabe a ação dos outros e nem qualquer tipo de julgamento da conduta alheia.

Preste mais atenção se você está mantendo o prato limpo e pronto para servir...

Só Tupã é que conhece todos os pratos e o que cada filho coloca neles. Só Ele sabe o que cada coração comporta e o amor que se sente.

Então, ore e fale com Ele, de peito aberto, com reverência e paz.

Assim como os servidores do Pai Primeiro ouvem a sabedoria das montanhas, escute-as também.

Preste atenção no sussurro do vento e nas brumas que envolvem o meio-ambiente. Muitas vezes, os espíritos descem com elas e se comunicam mais de perto. Mas eles só falam ao coração, e sempre de forma simples e verdadeira.

Eles também conhecem todos os pratos, e sabem quem serve e quem cospe... E nada julgam, pois sabem que só Tupã é que sabe o rumo de cada um e o momento certo de cada coisa.

Mantenha o prato limpo, sem mágoas e ressentimentos, de espécie alguma. E sirva o seu melhor, pois essa é sua tarefa.

E deixe que Tupã determine o melhor para cada Ser.

E, se quem cuspiu no prato antes novamente aparecer, faça a sua parte: sirva novamente e agradeça a Tupã por você não mais carregar mediocridades dentro de si mesmo.

Tupã Tenondé, Pai Primeiro, o Grande Amor.

Que Ele abençoe seu serviço e seus pratos."

Por: Um Índio Extrafísico - Mensagem canalizada por Wagner Borges

Nenhum comentário:

Postar um comentário