1 de nov. de 2019

Ver com o coração




A espiritualidade é invisível aos olhos, mas sentida no coração.

Você pode não ver o espiritual, mas é capaz de sentir toda a experiência de seguir este caminho. É uma jornada longa, profunda e predominantemente interior. É uma história cheio de surpresas e descobertas, momentos de euforia e dor, esperança, resistência, fé e entrega.

Deus realmente não vai descer do céu numa carruagem de fogo para mostrar sua existência, mas isso não importa. Porque aquilo que você sente na espiritualidade, acompanhando todas as suas transformações, é palpável e concreto o suficiente.

São poucos aqueles que foram dotados de ver o mundo espiritual. Mas eles não são privilegiados. Devemos lembrar que a quem muito é dado muito é cobrado. E possuir um dom que permite você ter certeza da veracidade da espiritualidade torna-se uma responsabilidade muito grande. Ter a confirmação, e mesmo assim fazer o errado, aumenta o impacto das consequências das ações.

Deus nos dá exatamente aquilo que precisamos e nos coloca onde precisamos estar. As variadas situações que você percorrer em sua vida vão exigir, em muitos momentos, fé. São os momentos em que você não consegue visualizar o fim dos problemas, não encontra saída. Tudo o que você pode fazer é dar o próximo passo e entregar o resto à espiritualidade. Você sente no seu coração que está sendo amparado e guiado.

A fé na espiritualidade não é uma coisa cega. Você não irá fazer aquilo que claramente é absurdo, prejudicial, distante do bom senso. Tem que fazer sentido. Sentido que você encontrará não nas coisas exteriores, no mundo material, mas sim, dentro de você. Seu universo interior é rico e com a observação regular será capaz de notar cada mudança que a espiritualidade promove.

O objetivo da espiritualidade não é nos enriquecer materialmente, embora é possível que aconteça, como consequência secundária de um processo de limpeza e iluminação interior. Não fique, dessa forma, esperando provas de Deus. Não use o sucesso na vida financeira como critério para começar a crer. Fundamente-se em sua jornada interna, no quanto a espiritualidade faz você tornar-se uma pessoa melhor.

Desenha-se, dessa maneira, um caminho muito claro: a conquista da paz interior. Isto é, o estado que o bem-estar e o contentamento torna-se natural, e as oscilações do mundo exterior já não são mais capazes de nos abalar.

Há algo poderoso acontecendo dentro de você. Sinta essa luz que vibra no seu interior. Permita que ela te guie, te transforme, te renove. Você já está cansado das velhas armas do mundo. Encontre aquilo que sua alma tem buscado, há muito tempo. Não com olhos da matéria. Mas no profundo do seu espírito.

Saravá a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário