26 de set. de 2019

Ògún




Ògún acompanhado do seu irmão mais velho, depois de muitos anos conquistando terras pelo mundo, retornou ao vilarejo onde seu pai era o grande chefe. Quando eles chegaram, o Pai de Ògún disse: “Agora que vocês retornaram, eu posso viajar para resolver questões que tenho pendente. Assim, vocês deverão tomar conta de tudo e punir qualquer pessoa que cometer um crime. Aqui, não pode haver crimes”. Ògún questionou: “Meu Pai, sim faremos como o senhor deseja, mas qual será a punição que devemos aplicar aos criminosos”? O Pai de Ògún disse: (Ògún corte a cabeça dos nossos inimigos). Ògún entendeu e acatou as ordens do seu Pai.

Com o passar do tempo, Ògún observou que no havia uma pessoa suspeita, Ògún, então, escolheu uma grande ovelha que pastava na cidade, cortou sua cabeça e deixou o corpo no vilarejo. Ògún pegou a cabeça da ovelha e escondeu na casa do seu irmão, retornando aonde havia deixado o corpo da ovelha.

Quando chegou, viu uma grande multidão ao redor da ovelha dizendo: “Quem será que fez isso, quem pode fazer isso”? O dono da ovelha chegou anunciando que todos deveriam ir até a casa de Alunipa, pois ele saberia quem fez aquilo, pois ele sempre sabia quem cometia os crimes.

Alunipa disse que quem fez aquilo, havia sido o irmão mais velho de Ògún, então, todos foram até lá. Quando chegaram, encontraram a cabeça da ovelha no lugar onde Ògún havia colocado. Alunipa pegou o irmão de Ògún pela cabeça e disse: “Ògún, corte agora a cabeça dele”. Ògún perguntou se Alunipa tinha certeza daquilo. Alunipa respondeu que sim, que sempre via o irmão de Ògún cometendo crimes na cidade. E disse: “Vamos Ògún, faça o que tenha que ser feito”. Ògún nesse momento pegou seu Alada e puniu Alunipa. Todos ficaram aterrorizados, pois ele havia punido a pessoa errada. Mas Ògún contou a história, esclarecendo que seu irmão não havia feito nada.

Por: @reino_do_iyawo | @fabiodominguees
Fonte: @filhosdamagiaoficial

Nenhum comentário:

Postar um comentário