22 de ago de 2019

O verdadeiro médium umbandista




O VERDADEIRO MÉDIUM UMBANDISTA não deixa de ser quando atabaques silenciam, continua vivenciando sua religião, pois sabe que é fora que se deve pôr em prática os ensinamentos dos Guias.

Se orgulha da religião e procura ajudar quem precisa. É discreto! É interessado, busca aprender e questionar, compreender como funciona.

Tem amor pelo templo, entende que é nesse solo sagrado que Orixás e Guias se manifestam, além de ser escola onde desenvolve a mediunidade e aperfeiçoa-se. Então, busca auxiliá-lo em tudo que precisa, com zelo e capricho!

Programa sua vida incluindo dias de trabalho para que nenhum evento ocorra, pois trata-se de um dia sagrado e desde o momento que acorda está em sintonia com o astral superior, sabe que os irmãos espirituais estão agindo em seu templo e em sua matéria. Precisa estar bem para socorrer quem precisa.

Realmente acredita naquilo que professa. Sabe que espiritualidade está em todos lugares, em tudo que faz, faz com fé e amor, tem certeza que os espíritos estão ali e irão de alguma forma auxiliá-lo, mesmo não sendo como esperava. Não se desespera com provações e contratempos, sabe que é nos momentos difíceis que realmente somos lapidados. Não compete ou compara, não julga ou critica a religião alheia ou o irmão. Precisa de firmeza interior, através da humildade, amor ao próximo e caridade para encontrar luz.

Sabe que vaidade e intriga é porta aberta para espíritos trevosos que visam desviá-lo do caminho. Sabe que não é a permanência num terreiro que fará sua vida andar ou seus problemas resolver. Sabe que mais importante é a conduta moral e a evolução. Preceitos e oferendas não substituem conduta correta e honestidade de propósito. Não há banho, trabalho, despacho, oferenda, amaci, que substitua um coração nobre, caridoso, honesto e sincero.

Sabe que a máxima da Umbanda é "DÊ DE GRAÇA, O QUE DE GRAÇA RECEBESTES: COM AMOR, HUMILDADE, CARIDADE E FÉ". O Reino de Oxalá é grandioso e iluminado mas temos que merecer. Todos podem desde que façam sua reforma íntima, mudando a maneira de agir e pensar, confiando naquilo que professa, cultivando coisas positivas, buscando elevação e consciência.

Por: 
Fonte: @sose.sambora

Nenhum comentário:

Postar um comentário