10 de jun de 2019

Carta de Pai Joaquim de Angola!




Filho meu; levanta e vamos caminhar!

Criança levanta desse chão pra que essa rebeldia toda? Olhe quanta coisa você já conquistou. Essas conquistas nada pode apagar é ninguém pode lhe tirar pois são conquistas suas que fizeram você se tornar um espírito melhor. Filho a dor passa, o choro sessa, a dificuldade é para ser enfrentada os obstáculos são para serem vencidos. O choro traz os aprendizados para quem quer aprender ficar se vitimando de nada vai adiantar. Olhe pelo lado bom, use o choro como aprendizado.

Coloque um sorriso no rosto chega de chorar. Tome um bom banho de ervas para seu corpo que tá fraco por sua vibração negativa se fortificar. Ascenda uma vela para sua mente que você escureceu clarear. Faça uma oração pedindo a espiritualidade para um caminho lhe mostrar. Levanta deste chão chega de chorar ative a sua fé é clame pelos orixás.

Eu velho Joaquim de Angola começaria tudo outra vez, desde que quanto você começou a caminhar na Umbanda velho não desistiu de você. Criança tu vai deixar os problemas fazer você desistir? Velho lhe fez galho firme não graveto que qualquer dificuldade derruba. Não chore meu filho não chore porque a vida é um eterno lutar. Velho começaria tudo outra vez. E você filho tá disposto a largar o orgulho e novamente tentar ??

Pense nisso depois que pensar bem velho volta a falar pra lhe orientar. Mas velho só pode lhe ajudar se você se permitir melhorar e se permitir ser ajudado.

Comerás o pão com o suor do seu rosto. Se esforce e se dedique sua felicidade só depende de exclusivamente de você. “A maior de todas as ignorâncias é rejeitar uma coisa sobre a qual você nada sabe." Se até Jesus trabalhou nesse mundo quem somos nós para cobrar qualquer coisa do alto. Essa mensagem filho é para você refletir e pensar.

Espere, acalme-se e silencie que voltarei logo pela manhã para lhe orientar. Até breve meu filho amanhã é um novo dia... Levanta cedo meu filho, se com velho quer caminhar. Olha que a estrada é longa e velho caminha devagar.É devagar, é devagarinho, mas quem anda com Preto Velho nunca ficou no caminho.

Por: Pai Joaquim de Angola

Nenhum comentário:

Postar um comentário