15 de mai de 2019

O ego e a realidade



O ego adora sofrer com a realidade. 
O que é a realidade? 
É tudo o que é. Buda chamou a isto tathata - o "tal qual" da vida, que é na realidade o "tal qual" do momento presente. 
A oposição a este "'tal qual" é uma das principais caraterísticas do ego. Cria a negatividade de que o ego se alimenta, a infelicidade que o ego adora. Desta forma, provocamos sofrimento em nós mesmos e nos outros, sem sequer saber que o estamos a fazer, sem saber que estamos a criar o Inferno na Terra. 
Provocar sofrimento sem o reconhecermos - esta é a essência de viver inconscientemente: é sermos totalmente dominados pelo ego.

A incapacidade de o ego se reconhecer a si mesmo e de ver como age é espantosa e inacreditável. O ego faz exatamente aquilo que condena nos outros e não o reconhece. Quando está determinado, o ego usa negações enfurecidas, argumentos astutos e autojustificações para distorcer os factos. 
As pessoas fazem-no, os governos fazem-no. Quando tudo o resto falha, o ego recorre à agressão verbal ou até mesmo física. Mandem entrar os fuzileiros. Agora somos capazes de compreender a profunda sabedoria contida nas palavras de Jesus quando estava na cruz: "Perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem."

Por: Eckhart Tolle (Um Novo Mundo, pág. 99)

Nenhum comentário:

Postar um comentário