27 de mai. de 2019

O banho de descarrego



Os banhos de descarrego têm por fim eliminar cargas negativas, fluidos deletérios, morbos psíquicos e formas-pensamentos as mais variadas que ficam impregnadas nas auras dos filhos, qual limalha de ferro em grande ímã. 

Os pensamentos e sentimentos derivados do egoísmo, ódio, ciúme, vaidade, luxúria, inveja, criam intenso magnetismo que atrai tudo o que é ruim no Astral. Aliado aos casos em que a sintonia mediúnica se faz presente, entidades as mais variadas, doentes, sofredoras, às vezes maldosas e violentas, "grudam-se" nos campos vibratórios dos filhos e, com seus fluidos densos e enfermiços, agravam enormemente esses desequilíbrios, ocasionando as mais diversas doenças no organismo por um mecanismo de repercussão vibratória. Os filhos acabam sendo exaustores desses desequilibrados do Além, que se comprazem em ficar imantados quais carrapatos. 

O banho de descarrego desloca essas cargas negativas, essas formas-pensamentos e a influência desses irmãos adoentados. Com a liberação desses bloqueios, restabelece-se o fluxo energético entre os corpos sutis, regulariza-se a função vibratória dos chacras e sobrevém a harmonia mental e física. Se não houver uma mudança na conduta dos filhos aturdidos por tais males, logo voltará tudo à estaca zero. Aí advém a importância da elevação moral e o semear de pensamentos positivos diariamente. É fundamental manter a mente arrumada e arejada, como se fosse casa bem cuidada. A vassoura que a manterá limpa deve ser confeccionada de vigilância, vontade inabalável e confiança na própria consciência, já que a todos é dada a liberdade de traçar o próprio rumo, se em estrada pedregosa ou asfaltada; a responsabilidade cabe somente aos filhos.

Por: Ramatís'/Vovó'Maria Conga - Evolução no Planeta Azul - Editora do Conhecimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário