28 de set de 2018

Quando a Umbanda deixa de dar as respostas?




A RELIGIÃO DE UMBANDA possui características marcantes: o perfume, a sonoridade, as riquezas de seus elementos, as belezas de seus rituais e, ainda, o título de ‘pronto-socorro espiritual’.

Contudo, Umbanda é religião e deve ser compreendida como tal. Um dos principais aspectos que fazem com que a Umbanda transforme vidas é o conhecimento! Seu trabalho e sua missão não se resumem somente em rituais que encantam, como também em um despertar consciencial. Para isso, as preleções no início das giras são tão importantes. É nesse momento em que o consulente se depara com uma autorreflexão e analisa se o seu problema está dentro ou fora de si!

Religião mágica por natureza, a Umbanda realiza milagres diariamente. Porém, devemos entender que os religiosos não vivem somente de sua magia como também de uma reforma íntima e pessoal. Frequentes são os casos de médiuns que procuram as soluções de seus problemas através de descarregos, banhos, defumações, entre outros e se esquecem da consciência.

Se esquecem do despertar consciencial necessário, da lição em que a vida está tentando dar através de suas provações. Frequentemente vemos médiuns que abandonam a religião por julgá-la incapaz de resolver seus problemas. Eis aí um dos maiores erros daqueles que acham que a Umbanda substitui o aprendizado da vida. E é aí quando a Umbanda deixa de dar as respostas.

A Umbanda deixa de dar respostas quando o médium, em sua imaturidade, se nega a enxergar o que a vida tenta lhe ensinar; a Umbanda deixa de dar respostas quando o médium acredita que seus problemas estão relacionados à sua religião e, mudando sua forma de se relacionar com Deus, seus desafios vão desaparecer.

A Umbanda deixa de dar respostas quando as atitudes de um médium limitam sua evolução.

A Umbanda deixa de dar respostas quando o médium acredita que seu futuro está na mensagem dos oráculos, longe de suas próprias atitudes e fundamentos de outras religiões.

A Umbanda deixa de dar respostas quando o médium não compreende seus fundamentos.

A Umbanda deixa de dar respostas quando o fanatismo ocupa o lugar da fé.

A Umbanda deixa de dar respostas quando o médium acredita que não precisa de desenvolvimento, “nasceu pronto”. A Umbanda deixa de dar respostas ao médium que não busca o conhecimento para explanar a sua fé e sua religião, achando que a responsabilidade do saber é somente do guia incorporado.

Enfim, são inúmeros os casos em que a Umbanda deixa de dar as respostas. Questione, busque conhecimento e informação e saiba que, independente de sua religião, a ética e o bom senso devem ser prioridades em sua vida, ante mesmo de sua fé!

Antes de acreditar que a Umbanda não tenha suas respostas, avalie! Talvez o problema esteja nas suas dúvidas.

Saravá a Umbanda!

FÉ!


Por: David Dias #Povodafloresta