14 de set de 2018

Fui enganado numa casa espírita. E agora?




Milhares de pessoas entram em verdadeiras “canoas furadas” dentro de certas casas espíritas ditas “casas de caridade”, mas que na verdade não são. Não passam de ambientes de profanação onde só frequentam os que descuidaram-se de si mesmos. 

Será por engano ou por ignorância? Nem um nem outro em minha opinião.

Muitos consulentes têm em mente desejos inferiores que são disfarçados pelo ego, vão munidos de mágoas e ressentimentos em busca do “elixir milagroso”, que trará a pessoa amada em três dias ou do feitiço poderoso que fará com que a rival caia em desgraça!

Nesses casos, o melhor a se pensar é que esses irmãos incautos adentraram os lugares certos, pois quem vai em busca das respostas instantâneas, dos recursos milagrosos que pouco ou nada exigem do indivíduo a reforma interior, do imediatismo que alimenta os prazeres doentios e escravizantes, acabam indo parar em locais onde essas péssimas vibrações se casam!

Os irmãos mais sensatos sabem que não existem milagres e sim o esforço genuíno sobre nossas más tendências e que não há justiça maior ou mais eficaz do que a Divina. Podemos também refletir que diante da ofensa ou da injustiça sofrida o melhor a se fazer é buscar através da prece sincera, energias superiores e as orientações sublimes! De resto, é cortar caminho para chegar mais rápido ao precipício!

Quem realmente necessita do alento espiritual chega ao lugar certo, desde que esteja sinceramente intencionado em se ajudar. Não há tratamento espiritual de ordem superior que surta efeito sem a modificação interna do consulente. As casas espíritas de boa reputação, estão com suas portas abertas para todos nós, entretanto, devemos compreender que onde trabalha-se em nome do Cristo não há atalho.

Aquele que adentra em ambiente hostil, de energias pesadas e doentias, onde os médiuns são verdadeiros fantoches dos espíritos inferiores, acaba sendo sua própria vítima, já que tem em seu coração desejos ocultos, mórbidos, sentimentos sedimentados no egoísmo, na avareza, na cupidez...

Para todos os consulentes que buscam verdadeiro lenitivo através dos tratamentos espirituais, que deseja do fundo de sua alma a força que lhe falta para mudar conscientemente sua vida, esse encontrará certamente, através de seu mentor e guia Superior, o templo espiritualista certo.

Quem descobre ter sido ludibriado no caminho, mais cedo ou mais tarde compreenderá que atraímos para nossa vida tudo aquilo que está de acordo com nossos pensamentos e ações.

Somos o que pensamos e nos conectamos com as mesmas forças que emitimos através de nossa mente, pois elas retornam para nós. Portanto, se um irmão nosso de caminhada descobre o engodo em que caiu, deverá investigar honestamente se não fora vítima da própria incúria.

Namaste.


Por: Letícia E. Gonçalves