27 de set de 2018

Apenas amar




Fio, da simplicidade do coração de um preto velho, venho deixar-vos algumas palavras de alento e esperança. A vida sobre a Terra sempre foi difícil, muitas lutas, muitos problemas, e as dificuldades sempre impuseram limites a vossa vontade de crescer e criar.

Todos sobre esse planeta sempre tiveram lindos sonhos de vida, planos sem fim, todos com final feliz e muitas alegrias. Mas o dia a dia da vida, impôs-se duramente sobre vossa vontade, fazendo-os esquecerem seus sonhos. Ninguém tem culpa de nada, pois os últimos milênios na Terra foram atípicos, verdadeira escola evolucionária, onde a humanidade pode aprender através das experiências a domar a sua própria ambição. O que vale mais, um Rei poderoso, cercado de poder, glória, dinheiro e fama, e infeliz pelo vazio que o poder inerentemente traz, ou um pobre sertanejo, que labuta sol a sol lavrando sua terra, com quase nenhuma água para beber, e mesmo assim persiste na luta, e quando a noite chega, quase sempre a luz de uma vela, faz sua pobre ceia noturna junto com a família, certo do dever cumprido, e feliz ao ver seus queridos ao seu lado.

Fio, a simplicidade da vida, traz tantas alegrias que nenhum poder temporal da Terra pode superar. Por isso, Fio, ouça essas palavras humildes, concentre-se em tornar-se uma pessoa melhor a cada dia, e recupere sua conexão com o Criador através da oração sincera.

A vida passa, dia a dia, e somente levamos dela, as lembranças e o sentimento de haver feito o melhor para si e para aqueles ao seu redor. Deixe a vida seguir, deixe brilhar a sua Luz na simplicidade de seus pensamentos, palavras e atos. Seja a Luz em sua própria vida e na vida de sua família. Nada mais é pedido de vocês enquanto fazem esta experiência na Terra.

Apenas, Amar.

Eu Sou Pai João de Aruanda, filho do Criador do Universo, assim como vocês.


Por: Pai João de Aruanda/Adriano Pereira