15 de ago de 2018

O terreiro é fraco? É possível uma casa ter mais axé que outra?



Muitas vezes, chegam até nossos ouvidos histórias e reclamações vindas dos consulentes que são atendidos todas as terças-feiras aqui em nossa Casa de religião. São atendidos às centenas e, a cada semana, também recebemos muitos depoimentos positivos mas, também, críticas. Alguns dizem que nosso terreiro é fraco.

Proponho, então, um questionamento: existe terreiro fraco? Ou terreiro que dá mais axé que outro? Terreiros mais eficazes na cura dos problemas e ajuda na solução dos dilemas que a consulência enfrenta em seu cotidiano?

O que acontece é que muitos vem até a União da Luz, tomam um passe com a Entidade que seja, e não recebem um receituário - um pedido de ebó, de trabalho, de oferenda, de trabalho magístico que seja urgente para melhorar sua vida. Ou outro caso: o consulente chegou na União da Luz e perguntou para a Entidade se ia conseguir um novo amor, se ia conseguir vitória num caso da justiça, se ia resolver as questões pendentes com tal pessoa… E a Entidade não brincou com o livre-arbítrio da pessoa, não falou ‘adivinhações’. O que o consulente ouviu foi: “você tem a chave, você tem a resposta - suas atitudes refletem diretamente nas questões que você tem a resolver em sua vida, a forma como você toca a vida adiante é que realmente faz a diferença, irmão”. Ou ouviu, com espanto: “a reforma íntima é necessária, meu filho - não seja seu próprio obsessor. Ore, pense positivo, vibre para o bem que o Pai provém”. Então, o consulente sai daqui dizendo que nosso terreiro é fraco. Isso não existe, irmão.

O que existe é terreiro que se aproveita da sua vontade imediata de resolver o que quer que lhe atrapalhe neste momento. Terreiro que lucra com o sofrimento e preocupação alheia - e com a pressa também. “Quero me livrar desse perrengue, tenho exigência de pressa e pago o que for pra resolver”.

Existem terreiros que cobram - e muito - e acabam por fazer com que pareçamos fracos diante de quem quer solução imediata para seus problemas, a qualquer custo. Nossa missão, aqui nas sessões de passe, é a caridade. O aconselhamento. O melhoramento do ser humano. No nosso ver, isso é axé forte. O axé que encontra a fé dos consulentes, abertos e dispostos a aceitar esta ajuda simples, este conselho, este abraço carinhoso. Algo que você sente que afiniza com seu ser.

Vibre para o bem. Queira para si todo o bem que deseja para o outro, pense em você mesmo com otimismo, alegria. Tudo vai se resolver, no tempo certo, irmão. Não sabemos o que fizemos em outras vidas para merecer os karmas que carregamos nesta - e carregamos eles nos queixando, com pena de nós mesmos, como se fôssemos os únicos vivendo um desafio. Irmão, problemas TODOS temos. Olhe ao redor de onde você está lendo este texto e tenha certeza: todas as pessoas ali estão vivendo algum desafio que seja. E, pode ter certeza, alguns BEM maiores que os que você vive.

Não espere solução rápida pra tudo, como se a espiritualidade só estivesse presente para resolver seus caprichos. Tenha fé, tenha paciência e não faça da Umbanda um simples “balcão de adivinhações” ou “balcão de reclamações”. Nossa religião é linda e já realizou incontáveis milagres e melhoramentos nas vidas dos consulentes. Mas, pra isso, tem que querer, tem que ter afinidade e tem que, acima de tudo, ACREDITAR. Em si mesmo, nos Guias e na Casa que frequenta.

Saravá fraterno a todos os filhos de fé!


Fonte: União da Luz