22 de ago de 2018

O início da gira!


Geralmente, a pessoa que procura um terreiro de Umbanda para receber um passe energético ou orientação do plano espiritual chega em desequilíbrio emocional, mental, quando não com distúrbios no corpo físico, e, por sintonia, traz consigo espíritos desencarnados que estão vibrando no mesmo diapasão. O auxílio espiritual inicia-se no momento em que o consulente entra no terreiro.

Já no portão de entrada encontramos, a postos, os exus que farão a triagem dos espíritos desencarnados, acompanhantes do consulente.

Essa triagem separará os desencarnados conforme o seu momento consciencial, de merecimento e grau de maldade, liberando para alguns a entrada ao templo, enquanto, para outros, a permissão será vetada, ficando esses últimos retidos na tronqueira – assentamentos dos exus. A reclusão será por um determinado tempo e, após esse período, serão encaminhados a outros locais, conforme determinação do Alto.

Em muitos terreiros adota-se uma palestra que antecede o aconselhamento com as entidades vibradas nos médiuns, dando início ao trabalho espiritual propriamente dito. A palestra tem a função de preparar energeticamente a assistência encarnada e desencarnada para receber a ajuda necessária condizente ao seu momento atual.

Durante a palestra, os trabalhadores espirituais correm gira trabalhando, para que todos sejam atendidos dentro das suas necessidades e merecimento.


Por: Trecho retirado do livro “Ensinamentos Básicos de Umbanda”, de Lizete Chaves e Daisy Mutti.