24 de out de 2017

Carta de Xangô para seu filho



Filho, sei que não tem sido nada fácil esse fardo pesado que vens carregando, mas também sei que não me pede pra diminuí-lo e sim para lhe dar mais forças para conseguir carregar, tudo o que tem vivido, todas as decepções tem sido para que te acrescente algo, para que sirva de aprendizado, porque sei que você é ingênuo, as pessoas tentam te passar pra tras... 

Mas você é meu filho, guerreiro, sensitivo... E sente tudo o que há de ruim pairando no ar, não se preocupe se alguém conseguir te passar pra trás eu estarei te zelando , te guardando e isso só poderá acontecer para abrir os seus olhos, para te alertar!

Filho, sei que as vezes você tem reclamado da vida, mas te peço que não faça isso, Olorum me deu a permissão para que trouxesse a Beleza, a Alegria e a Justiça para o mundo para que para que sua vida seja vivida intensamente.

Você não sabe, mas a noite ao lado da sua cama estou eu.. Cantando pra você dormir, para que possa acordar bem, com pensamentos bons, com idéias brilhantes...

Não se preocupe com esse seu senso de justiça... pois você é meu filho, isso é seu e ninguém vai conseguir mudar..

Assim como eu, você quer que a justiça seja sempre feita para todos os seus, só não deixe que isso te atrapalhe...

Filho, vou me despedindo nesta carta, mas não em sua vida.. Meu Oxé sempre será a arma que cobre o seu corpo e alimenta o seu sangue, não deixarei o mal passar!!!

Desejo-lhe filho, que haja muito HOJE para que possa ser esquecido as mágoas dos ONTEM. 

Minha força sempre estará com você. Filho, você é lindo, carinhoso e sei que adora ser mimado, ser paparicado...

Forte, turrão, cabeça dura, ciumento e as vezes até possessivo, mas você é encantador e aonde chega é querido por todos.

Comunicativo e inteligente és a mais bela flor do meu jardim. Sempre cheiroso e elegante onde passa chama atenção...

Estou sempre com você onde estiver porque um Pai nunca abandona seu filho, seu choro é meu choro, seu riso é meu riso!!! Eu te amo filho!!

De seu pai, XANGÔ


Por: Princesa do ouro