30 de ago de 2017

O sofrimento


COMO POSSO TERMINAR MEU SOFRIMENTO?

“O sofrimento não está na situação, na verdade, mas na percepção da situação.

Há uma crença comum no mundo de hoje de que podemos transformar uma situação, alterando-a.

Isso é chamado de conteúdo da situação, e aí pensamos: Transformando o conteúdo nós estaremos nos transportando para sermos felizes com ele, mas na realidade, a situação não tem nada a ver com a sua felicidade ou sua tristeza.

É a maneira de olhar para a situação – a maneira como você percebe a situação.

Muitas vezes, algo que você não esperava aconteceu, algo que você não gosta ou aprecia. A situação já passou, mas você ainda carrega a situação dentro de você.

Está constantemente questionando a situação com:

– “Por quê? Por que isso aconteceu comigo? O que eu poderia ter feito diferente?”

E você tenta oferecer muitas explicações sobre porque isso aconteceu com você.

Você vê, o sofrimento não é causado pela situação em si, mas na forma como você está questionando a situação, na sua incapacidade de aceitar a situação, e todas as razões que você imagina, do porque isso aconteceu com você.

É impossível, no estado atual do mundo, e com todo o karma, que você se torne completamente livre de todos os problemas.

Os problemas obrigatoriamente estarão lá, para qualquer um e para todos – sejam eles ricos ou pobres, educados ou não, ou de qualquer classe ou local.

Os problemas podem estar lá, mas não há nenhuma razão para alguém sofrer, porque a situação – o problema – intrinsecamente não contém qualquer sofrimento.


Quando você chega a um nível de consciência em que você pode aceitar as situações da vida plenamente, por estar vivo com a situação, não importa qual seja a situação, você vai ser feliz.

A Experiência da Unidade pode ajudá-lo a alcançar esse nível.

Jesus Cristo sentiu enorme amor e compaixão. Buda estava num estado de imensa paz e tranquilidade porque seu cérebro foi moldado de forma diferente.

Se você quer sentir a paz, se você quer sentir o amor, isso é possível, quando as mudanças acontecem na matéria física cinza de seu próprio cérebro. 

Então é possível você experienciar o amor e a paz. Isso é o que é experienciar a Unidade.

Não há muito a explicar sobre a experiência de Unidade, porque não é uma técnica. É um ato de Graça.

Ao experienciar a Unidade que lhe é dada, há uma transformação neurobiológica que leva ao amor, a paz, a felicidade – o que você está realmente procurando, incluindo o fim do sofrimento.

Despertar, ou o que você quiser chamar desse estado, não é um processo psicológico . É um processo biológico.

Se fosse um processo psicológico então, certamente, praticando uma técnica seria possível chegar lá. Desde que não é um processo psicológico, é impossível chegar lá por meio de um ensinamento ou uma técnica.

Não existe uma definição única de despertar, mas a maneira como entendemos do despertar é que é um estado onde todo o sofrimento acaba – todo o sofrimento psicológico e todo o sofrimento existencial.

Você vive sua vida sem sentido de isolamento. Você se sente parte de tudo; você sente que tudo é uma parte de você.

Não é uma experiência de conexão e você não se sente separado de outros.

Portanto, quando falamos de despertar, falamos desta experiência onde a divisão termina dentro de você, onde o sentido da existência separada está totalmente desaparecido.

Ao experienciar a Unidade que lhe foi dada, você vai encontrar o que é e o que você tem procurado.”


Por: Sri Bhagavan
Fonte: OnessBrasil