21 de jul de 2017

Banhos de ervas e banhos na natureza

Banhos de ervas, a exemplo da defumação, são excelentes para limpeza de nosso corpo astral, assim como nosso corpo material também é limpo das impurezas e estimulado pela essência vegetal, aqui nos impregnamos com a força e propriedade das ervas.

Nós utilizamos banhos de ervas frescas ou secas, preparadas como um chá, apagando o fogo assim que começa a ferver e deixando, enquanto esfria um pouco, a água absorver o elemento vegetal.

Após o banho normal de higiene, despejamos aos poucos o banho de ervas, do pescoço para baixo, entoando nossos pedidos ao Criador e às Divindades.

Após, deixe que a essência vegetal seja absorvida por um minuto, enxugue-se normalmente e aproveite este contato com a natureza.

Para afastar a obsessão e alcoolismo: Alho, salsão, arruda, guiné, espada de São Jorge, folha de fumo, folha de mangueira, levante e cipó mil-homens.

Para abrir caminhos: Açucena, agrião, angico, aroeira e espada de São Jorge.

Para desenvolvimento mediúnico: Jasmim, anis estrelado e alfazema

Já os banhos feitos na natureza, de cachoeira ou mar, também são excelentes para desagregar energias enfermiças localizadas nos órgãos do corpo etérico.

Tem na natureza energia e magnetismo que limpa e sutiliza nosso corpo energético (nos sentimos mais leves) expandindo nossa aura. A energia salina do mar ‘queima’ as larvas e miasmas astrais.

MUITO IMPORTANTE: 

Ao trabalhar com as essências das ervas, banhos ou defumação, estamos entrando em um universo vegetal que vai além da matéria.

Assim como não somos apenas carne e as divindades não são apenas arquétipos, as plantas também possuem um ‘espírito vegetal’ que as anima e tem seus respectivos gênios e divindades guardiãs responsáveis pela força vegetal.

Portanto, ao trabalhar com ervas, entre em contato com estes espíritos, gênios e guardiões vegetais pedindo sua licença e sua força para realizarmos nossa tarefa.

Dentro do conceito de divindades podemos recorrer a Oxóssi como Guardião do reino vegetal e Ossain como gênio deste reino e da cura pelas ervas.

Para um contato maior ainda com estas forças a fim de estar mais afinizado com suas vibrações, acenda uma vela para seu anjo da guarda e peça para ele que lhe auxilie a ser mais dócil às influências que vem dos Orixás e entidades Guias de Luz.


Por: Alexandre Cumino (Colaboração: Adriano Camargo)