31 de dez de 2016

Assim é a Umbanda...

Bom dia a todos,

Gostaria de partilhar com todos vocês um texto que está disponibilizado na página Pérolas de Ramatis no Facebook. Mas antes disso e aproveitando que hoje é o último dia do ano, queria falar um pouco sobre o Cantinho a vocês.

Bem, o Cantinho nasceu há alguns anos atrás para ser uma casa Franciscana e é uma casa Franciscana até os dias de hoje. Francisco é sem sombra de dúvida presente dentro de nossa casa e dentro de muitos dos nossos médiuns e frequentadores, afinal, não há "santo"
(coloquei entre aspas porque ele mesmo não gostava de ser denominado de outra coisa senão "irmão"!) mais umbandista do que Francisco.

Francisco, assim como a Umbanda, era:
  1. Acolhedor: recebia todos e não se importava de onde proviam e quais era seus problemas, se de ordem física, psicológica, espiritual, etc;
  2. Fraterno: há irmãos e mais nada... irmãos de sangue, irmãos em Cristo e irmãos em Oxalá. Em suma, irmãos em Deus... Para ele todos éramos irmãos e deveríamos nos tratar assim, inclusive verbalmente. Francisco chamava a todos de irmão, inclusive a Jesus seu, e nosso, irmão maior;
  3. Amoroso: Francisco espargia amor em todas as direções e assim também faz a Umbanda.
Lógico que nem Francisco nem a Umbanda tem somente essas qualidades, há outras mais. Muitas delas são difíceis de se descrever, tanto pela escrita quanto pela verbalização,  e são mais fáceis de serem sentidas.

Estar dentre de um terreiro de Umbanda é algo mágico. Enche nosso ser de alegria, fé, esperança... Faz com que sintamos a verdade e o amor.

A Umbanda nos acolhe em seus braços como uma mãe, nos ensina como um pai e nos alegra como um irmão!

Espero, do fundo do meu coração, que vocês tenham sentido isso ao estarem no Cantinho, seja fisicamente presentes, seja em pensamento.

Que esse ano que chega em poucas horas seja um ano cheio de luz e amor para todos nós. Que nenhum de nós nos sinta com medo ou incapazes de buscar e alcançar o que almejamos!

Quando a vontade de desistir fizer-se presente pensemos como Francisco:

Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível,e de repente você estará fazendo o impossível.

Se por acaso nos sentirmos oprimidos de qualquer forma por algo ou alguém, vibremos nessas palavras franciscanas:

O que temer? Nada.
A quem temer? Ninguém.
Por quê? Porque aqueles que se unem a Deus obtêm três grandes privilégios: onipotência sem poder; embriaguez, sem vinho; e vida sem morte.

Que tenhamos uma 2017 abençoado!!!!

Fiquem com o maravilhoso texto do Pérolas de Ramatis (do livro Orixás e os Ciclos da Vida - Norberto Peixoto). 

=================

Você pode conhecer cada dança e todos os cânticos da sua religião, além de todos os protocolos de sua linhagem iniciática, mas se você não pode andar por um caminho de paz e de alegria interior... isso, então, é apenas uma outra canção e uma outra dança. 

Você pode conhecer todos os rituais, cerimônias e como fazer milhares de obras e trabalhos espirituais, mas se você não pode viver o ritual da vida e viver as virtudes do Orixá, do Ancestral e de seu Ori, então, você é um mero técnico, e certamente não é um mestre espiritual. 

Você pode ter alguns títulos, os mais impressionantes, um terreiro, templo ou casa de culto para dez mil pessoas, mas se você não se tornar um ser humano melhor, sentir a necessidade de desagradar, controlar, manipular os outros ou ofendê-los enquanto eles estiverem em uma posição inferior, você será apenas mais um ego de criança impulsionando e tentando tirar proveito às custas dos outros. 

Você pode estar na UMBANDA e a UMBANDA não entrar dentro do seu coração, se você acha que isso te faz melhor ou mais avançado do que alguém espiritualmente.


Por: Gérson Floriz Costa Júnior - Dirigente do Cantinho de Francisco de Assis.