8 de ago de 2016

Conselhos práticos sobre a Lua


Já mostramos que a unidade do sentimento religioso teve sua origem na própria unidade fundamental da natureza humana. Em outras palavras, as idéias religiosas que nos parecem mais dessemelhantes apresentam traços comuns, pontos de contacto notáveis. A sabedoria antiga nos legou um vasto acervo de conhecimentos, adquiridos através dos séculos, com a observação dos fenômenos da natureza terrestre e da influência dos astros.


Baseados nas pesquisas do Círculo Esotérico da Comunhão do Pensamento, proporcionamos aos leitores umbandistas os seguintes conselhos práticos:

- A ocasião favorável para se começar o que deve durar muito tempo é quando a Lua está em Tauro, Léo, Escorpião ou Aquário (constelações);

- Para se acabar logo uma tarefa, o começo deve ser quando a Lua estiver nas constelações de Áries, Câncer, Libra ou Capricórnio;

- Para que um ato fique em segredo, a ocasião favorável é 8 horas antes ou 8 horas depois da Lua Nova;

- Para que um ato seja conhecido e comentado, deve ser feito 8 horas antes ou 8 horas depois da Lua Cheia;

- As plantas curativas (erva-euê-macaia) devem ser colhidas quando as hastes estão cheias de seiva, perto da Lua Cheia, e com preferência de madrugada.

Texto interessante, garimpado no livro As Mirongas de Umbanda (3ª edição / 1957) escrito por Dyron Torres de Freitas e Tancredo da Silva Pinto (Umbanda Omolocô). Pra quem se interessar, o que aparece ao lado do texto é uma tabelinha, constantemente atualizada, onde se pode verificar a posição atual da lua.

Por: Dyron Torres de Freitas e Tancredo da Silva Pinto
Fonte: Pai Joaquim