29 de ago de 2016

5 cantoras para Umbandista ouvir


Para quem ouve pela primeira vez o som dos atabaques embalarem os mais lindos pontos de umbanda dentro do terreiro.. sai do templo querendo escutar batuque, no carro, na casa, no trabalho, na academia, no ônibus e em todo canto. Mas, experimenta procurar no youtube “pontos de umbanda”. Bom, o resultado não é muito animador, a maioria dos pontos disponibilizados pelo youtube ou são de giras ao vivo (e o audio fica bem ruim) ou a gravação que não é boa mesmo.

A fim de explorar e mostrar um pouco mais sobre nossa pluralidade musical no que se refere a Umbanda e mais precisamente dentro de um contexto mais atual (compositores e obras frescas!) pesquisamos algumas cantoras que tratam dos orixás, guias e etc… e ainda dispõem de arranjos musicais inspirados em pontos de terreiro, com isso, de bônus nós ainda valorizamos nosso produto cultural, sensacional não é? Então dá um confere nos sons ai..

Juçara Marçal 


A cantora e educadora Juçara Marçal desenvolve seu trabalho desde 1998 e a partir dai ela só vem somando ao cenário musical brasileiro. Quem conhece o raper Criolo já deve ter ouvido Fio de Prumo (Pade Onã) na qual Juçara participa. A cantora que pesquisa e trabalha as tradições afro-brasileiras, conta com alguns parceiros como Kiko Dinucci e Thiago França com quem formou o grupo Metá Metá. Tanto solo, como em grupo ou fazendo participação Juçara é muito axé em forma de música.

Rita Ribeiro ou Rita Benneditto


Conhecida pela sua característica de unir músicas de terreiro a arranjos modernos, Rita Ribeiro consolidou seu trabalho internacionalmente.

Déa Trancoso


Diminuindo a batida vamos para o som envolvente e autêntico da mineira Alcidéia Margareth Rocha Trancoso ou Déa Trancoso. Seu ritmo está baseado nos cantos presentes no catimbó, lundu, maracatu, moda de viola, samba de caboclo e etc. Pra quem tá precisando de tranquilidade e paz para o dia a melodia de Déa é uma boa escolha!

Serena Assumpção


Esse álbum é de arrepiar! Serena desencarnou no começo desse ano e não chegou a lançar oficialmente o suas novas composições que formam: Ascensão (nome escolhido pelos búzios e adotado por ela). Lançado posteriormente pelo selo SESC, o álbum é uma verdadeira saudação aos orixás!

Alessandra Leão


Pra quem for dar uma olhada no repertório da pernambucana Alessandra Leão vai encontrar além de um sotaque e uma voz maravilhosa, algumas músicas que fazem referência aos nossos divinos orixás, um exemplo disso é a faixa ‘Doutrina e Toque de Iemanjá’ do álbum Pedra e Sal, 2014.


Gente, essas são só algumas opções de produto cultural brasileiro que retratam sobre orixás, pontos de terreiro, cantos iroubás, batuque e toda nossa “misturança” de culturas, tradições e crenças, não quer dizer que os cantores são umbandistas ou não.

Se você conhece mais cantores que fortalecem essa questão da musicalidade índio-afro-brasileira compartilhe nos comentários e vamos divulgar nossa cultura.


Por: Júlia Pereira/Imagem: Gabriel Ornellas