11 de nov de 2015

COISAS DE TERREIRO....Quer saber o que é ser um Umbandista?

Quer saber...

Ser umbandista, antes de tudo é ser consciente de sua escolha.

É se portar como adulto que é, colocando-se humildemente na posição de aprendiz.


É assumir a responsabilidade por seus atos e escolhas, lembrando sempre que antes de ingressar em uma corrente mediúnica umbandista, que foi avisado que não seria fácil e que muito seria exigido na questão da melhora íntima e, mesmo assim, que partiu de você o desejo de participar.

É ter amor primeiramente pela religião e seus fundamentos, buscando aprender sempre que possível e que houver oportunidades.

É entrar no Congá com o sentimento de servir, que sua alegria seja a mesma ao limpar uma sujeira ou ao dar passagem à uma entidade.

É aproveitar cada segundo do seu trabalho como cambone, oportunidade única de grande aprendizado e proximidade com várias entidades pertencentes a faixas vibracionais diferenciadas, se empenhando ao máximo para cumprir com suas obrigações e se embriagar com as enxurradas de conhecimentos que estarão ao seu dispor nesta fase.

É sentir que a alegria de estar fazendo parte daquela corrente é maior e mais compensador do que qualquer cansaço e qualquer contratempo.

É entregar de fato o seus melhores sentimentos e o seu maior esforço para colaborar com tudo o que for possível dentro de sua casa.

É respeitar as entidades, com o mesmo peso, tanto nos momentos de consolo e elogios como nos momentos de direcionamentos e puxões de orelha.

É lapidar seu ego, orgulho e vaidade.

É se preparar através do interesse, conhecimento e estudo constante.

É compreender que como tudo na vida, demandará de tempo e muito esforço para alcançar o patamar necessário para se tornar um médium atuante, que dependerá muito mais de você do que a boa vontade de ajudar, ensinar e direcionar que partir de sua casa, seus irmãos e entidades.

É entender que todos poderão passar ensinamentos porém, caberá a você aprender.

E só então, após cumprir todos os processos acima descritos, começar a pensar que talvez você esteja apto a se tornar um instrumento de trabalho mediúnico para suas entidades.

É jamais esquecer que você é um instrumento e aprendiz constante e que mesmo como médium atuante deverá manter a disciplina, a humildade e a obediência aos direcionamentos provindos do plano astral.

Enfim, ser Umbandista é muito mais e muito mais forte do que apenas as manifestações, que na verdade é uma consequência de tanto esforço, dedicação, transformação e aprendizado.

O verdadeiro umbandista não denigre a casa e nem os irmãos que um dia o recebeu com os braços abertos, e com ele conviveu durante um tempo importante de sua vida.

O verdadeiro umbandista, quando percebe que o terreiro ao qual faz parte não está mais suprindo suas expectativas, por amor a Umbanda, se retira com dignidade e amizade para prosseguir em paz sua jornada.

Enfim, isto é ser um verdadeiro umbandista!

Abraços e Luz,


Por: Mãe Solange de Iemanjá