6 de out de 2015

Dicas em mediunidade

  • Seja o mais discreto possível.
  • Evite comentários pessoais em torno das faculdades de que seja portador.
  • Direta ou indiretamente, não provoque palavras elogiosas a você.
  • Não queira se antecipar à experiência que apenas o tempo lhe conferirá.
  • Confie na ação dos espíritos por seu intermédio, mas submeta tudo ao crivo da razão.
  • Não permaneça na expectativa de bons resultados sem trabalho perseverante.
  • Mesmo quando bem intencionados, acautele-se contra os bajuladores.
  • Vacine-se contra a vaidade, não admitindo qualquer situação que o coloque em evidência.
  • Não se afaste das atividades que, doutrinariamente, muitos consideram insignificantes.
  • Jamais reivindique privilégios.
  • Preocupe-se em dar exemplo de devotamento e amor à Causa.
  • Eleja na prática da Caridade o seu ponto de sintonia contínua com os Planos Mais Altos.
  • Aprenda a ouvir mais do que falar.
  • Tenha sempre uma palavra de otimismo em seus lábios.
  • Não condicione a sua presença na tarefa, fazendo com que a sua opinião prevaleça sobre as demais.
  • Fuja de exercer domínio sobre quem quer que seja.
  • Não ponha palavras suas na boca dos espíritos.
  • Convença-se de que as Trevas possuem mil maneiras para fazê-lo cair.
  • Toda vigilância de sua parte ainda é pouca.
  • Quem aceita o primeiro suborno, começa a se vender por inteiro.
  • Escolha caminhar entre pontos de referência que, realmente, possam lhe dar segurança na jornada.
  • Não se considere completamente imune à fascinação.
  • Em favor de seu equilíbrio mental, não ignore a sua condição de mero instrumento.
  • Estude, mas não para mostrar que sabe e, sim, para que melhor avalie o tamanho de sua ignorância da Verdade.
  • Com a sua condição de médium, não atropele a sua condição de espírita.
  • O médium que mais recebe é aquele que mais doa.
  • Faça, a sós, as preces que você costuma fazer em público.
  • Dignifique o seu lar e a sua família.
  • Não olvide que ninguém é melhor médium do que pessoa.
  • O alicerce do edifício da mediunidade chama-se caráter.


Por: Spartaco Ghilardi/Carlos A. Baccelli - Do livro: Ao Médium Principiante - LEEPP – Livraria Espírita Edições Pedro e Paulo