21 de jul de 2015

O tridente de Exu, Pombagira e outros deuses e mitos

tridente

Quando falamos no tridente alguns pensam ser uma forma do mal, mas isso não é verdade desde o primórdio da natureza Deuses e Tridentes já se misturavam, vide Poseidon o Deus dos Mares. Assim como na Mitologia Indiana ou Hindu, muitos deuses são retratados usando o Trishula que é o mesmo Tridente usado por Exus e Pombagiras na Umbanda. Por exemplo, vejamos então a concepção hindu:

Trishula em sânscrito ou tridente em Português é a arma utilizada por Shi Shiva para destruir a ignorância dos seres humanos.Assim ele é retratado como Shi Shiva Pashupati, o Senhor de todas as criaturas, "Senhor dos Animais". Na trimurti hindu, Shi Brahma é o que cria, Shi Vishnu o que preserva e Shi Shiva o que destrói. Destrói para renovar, destrói para construir algo novo e usa a trishula para destruir a ignorância dos homens. 


shiva

Esta arma possui uma simbologia, com relação ao número de pontas que possui. Por ser um tridente, cada ponta de sua lança tem seu significado, sendo diretamente relacionadas com as três qualidades da matéria: tamas (a inércia ou a existência), rajas (o movimento ou firmamento) e sattva (o equilíbrio ou trevas). Ainda pode ser representado como o passado, presente e o futuro, visto que Shiva domina a naja, serpente mais mortífera de todas, dando assim, potencial de imortalidade.

TRIDENTE DE EXU E POMBAGIRA

O Tridente é o Símbolo do Poder e assim é com Exu. O Significado do Tridente de Exu na Umbanda é explicado no seguinte texto:

"O tridente é uma simbologia magística do ternário em conjunção com a mãe Terra, ou seja representa as três pontas voltadas para cima, buscando alcançar o limiar das alturas e com isso, a evolução espiritual que se faz necessário a todos os seres, quer sejam encarnados, quanto desencarnados, e sendo que a sua base vai a terra, é indicativo que essas entidades (Exus e Pombagiras) estão atreladas à vida mundana da terra e com ela buscam a sabedoria e o equilíbrio necessário para que assim possam crescer materialmente. O tridente em si mesmo, possui os quatro elementos primordiais: o Ar, Água e Fogo devido as suas três pontas voltadas para cima, e ao elemento Terra (que é associado simbolicamente pelo número 4) devido a haste central que tem como base a terra, formando em si mesmo uma ferramenta magisticamente perfeita."


Isso prova mais uma vez que Exu é o Rei da Encruzilhada, da encruzilhada dos elementos o senhor que domina todos elementos.

Diz-se que o Tridente em curva (Vermelho) é de Pomba-Gira e o Reto (Preto) é o de Exu, mas na verdade os Tridentes Curvos são de entidades do Fogo e do Ar e os Retos de Exus da Água e da Terra.
Já o Tridente em cruz é neutro. Cada um tem sua aplicação, dependendo do ponto de força em questão e da finalidade do mesmo.
PS: É bom que se esclareça o sentido de mundano não tem nada de pejorativo, pecaminoso, negativo, coisa ruim ou impuro, que os diminuam ou exaltem. Temos que rever e ampliar nossos conceitos estreitos de pureza e evolução, impregnados em nosso subconsciente por doutrinas castradoras, cheias de punições, céus e infernos. Temos que ser cidadãos do mundo sem sermos possuídos por ele, pelos nossos medos e recalques, pelo receio de falhar. Assim Exu nos ensina, que estamos todos "presos" ao ciclo humano terrestre e isto não nos torna mais ou menos evoluídos no sentido de hierarquização, sermos melhor ou pior uns em relação aos outros. É verdade que não só em Exu, mas em toda e qualquer classificação estão os grandes Mestres, assim como Jesus, que se fez "mundano" - cidadão terreno - para estar junto aos excluídos, prostitutas, coletores de impostos, considerados impuros. Os Exus já venceram as armadilhas do mundo e se fazem "mundanos", para nos dar as mãos, nos mostrar através do reflexo do espelho de nossas almas o que realmente ainda somos...
Obs: fonte das informações compiladas a partir de:
  1. Cavaleiros de Aruanda.
  2. Pai Léo Del Pezzo 
  3. Pérolas de Ramatis
  4. Texto sobre Shiva e o Trishula baseado no texto de Shyam Sundar Das