9 de set de 2014

Tranca Ruas


Era tarde de trabalho no Terreiro e a moça ansiava a chegada do Exu Tranca Ruas. Queria pedir que abrisse seu caminho em relação ao amor daquele homem que tanto desejava, mas que ele não a enxergava, pois, que tinha olhos somente para sua namorada.


A moça pensava: Quero ver o Tranca Ruas não o destrava, para que me veja como sua amada. Chamada para o atendimento, a moça não vigia o seu intento e vai ao contento de que terá do senhor Tranca Ruas o seu desejo, que é ser objeto de almejo.

O Exu a saúda e pergunta o que traz a nobre moça ali naquele dia. Olhos firmes nos dela e se cala e deixa que a moça expresse sua fala. Ah! nobre Exu Tranca Ruas amo
de maneira venerada um jovem homem, que todas as noites com ele eu sonho, que minha alma consome o dia da minha vista ele some. 

Mas não sou vista por ele, que me cuida somente como amiga e isso me abre no peito uma dolorosa ferida. Tranca Ruas ouvia o desfecho, já dentro de si imaginando o que seria por a moça dito, mas esperou que fosse concluído o seu pedido de amor tão doído.

Então senhor Tranca Ruas, venho pedir que da moça que ele namora, seja por ela jogado fora. Que sofra com ela a desilusão, para que veja que é amor do meu coração .Exu Tranca Ruas olhava para a moça, ainda calado, queria que ela terminasse o que falava, para que depois, ele ser por ela escutado. 

Terminado o pedido da apaixonada moça, Exu Tranca Ruas diz: Pobre moça nem imagina o que me pede. Sou Tranca Ruas e não violo coração de outro.O amor minha querida moça, é antídoto da alma, que acalenta e acalma, mas quando vem de graça.

Não pode vim na marra. Moça aqui no Terreiro nenhuma entidade trabalha na maldade e tirar um ser amado do coração de outro, é coisa de ser desalmado e tosco. Vamos trabalhar um amor para vosmecê moça, que quando se fizer merecer vai aparecer.

O amor primeiro tem que ser-te, dado, por ti mesma que precisa ser mais faceira, ser mais gentil, aquecendo esse coração que para o amor de verdade, ainda está tão frio! Moça não peça da vida tão pouco, o amor que vem através do laço, feito bicho que corre no mato, vem certo de que no futuro trará desgosto, te dando por solidão, o troco.

A moça não sabia o que dizia, olhava desconcertada para aquele que ela jurava que naquele sortilégio seria ajudada. Tranca Ruas ainda mais falava, sua voz era recheada de amor e calma, trazendo para a moça o discernimento, que tanto lhe evitaria sofrimento.

Moça o amor é visto na beleza da alma, que reflete no corpo, fazendo assim prisioneiro o moço.Trabalhe sua alma de maneira singela, vestindo ela de gracejo, de alegria da vida, tirando o cheiro que sai da ferida de mulher que esqueceu o valor do amor que é premissa.

Se colocando acima do outro e sempre como ser primeiro. Valorize e cultive a caridade, doe amizade, ame com sinceridade. Quando a moça de verdade se achar por aquele que amará será encontrada e então não precisará de bruxaria para viver o que é a magia.

Moça olha com olhos de ver e escuta com ouvidos de ouvir, seu amor ainda há de vir. Fique limpa por dentro, tire da alma o mal que lhe traz sofrimento. Caminhe para a luz moça e no seu caminho rosas se farão mais que os espinhos! A moça é filha de Deus e que precisa o amor entender, para se fazer por outro querer.


Por: Edy Tavares - Médium do Cantinho de Francisco de Assis