4 de set de 2014

Aprenda a ser umbandista!

Ser Umbandista é amar a Deus acima de todas as coisas!

Ser Umbandista é amar a natureza e respeitá-la, pois Deus esta lá!

Ser Umbandista é reconhecer que os Orixás são Potências de Deus, Divindades, que manifestam as qualidades do Criador de Tudo e de Todos!

Ser Umbandista é ser amante da sabedoria, da virtude, da justiça e da humanidade!

Ser Umbandista é ser amigo dos pobres, desgraçados que sofrem, que choram, que tem fome e chamam pelo direito de justiça!

Ser Umbandista é querer a harmonia das famílias, a concórdia dos povos, a paz do gênero humano!

Ser Umbandista é levar para o terreno prático,aquele formosíssimo preceito de todos os lugares e todos os séculos, que diz com infinita ternura aos homens de todas as raças, desde o alto de uma cruz e com os braços abertos ao mundo: “Amai-vos uns aos outros, formai uma só família, sede irmãos!

Ser Umbandista é pregar a tolerância, praticar a caridade sem distinção de raças, crenças ou opiniões, é lutar contra a hipocrisia e o fanatismo!

Ser Umbandista é viver para a realização da Paz Universal, tendo pelos encarnados o mesmo respeito que se dedica aos desencarnados!

Ser Umbandista é ter uma crença religiosa sem tabus ou preconceitos, fundamentada na ética e no bom senso, sem ferir o próximo!

Ser Umbandista é respeitar a máxima que diz “somos imagem semelhança de Deus”, vendo Deus na presença do semelhante e em nós, através de nossas virtudes de Fé, Amor, Conhecimento, Justiça, Lei, Evolução e Geração!

Ser Umbandista é reconhecer que as religiões são as chaves de Deus para abrir os corações dos homens e que são muitos corações, diferentes uns dos outros, assim como as religiões, mas que é apenas um o Chaveiro Divino, que está em todas as religiões!

Ser Umbandista é dar de graça o que de graça recebemos!

Ser Umbandista é para os fortes, forte de coração!

Sei que não temos todas estas qualidades bem trabalhadas, mas que seja este o nosso ideal, buscar este crescimento! Eu ainda estou aprendendo, e você?

Obs:

1) Texto adaptado do original: “Cuidado! O Senhor Não Deve Ser Maçom”, publicado em “A Voz do Vale do Rio Grande”, Paulo de Faria, SP, em 04 de Janeiro de 1976 e de autor desconhecido.

2) Este texto originalmente foi escrito com o título: “Cuidado, você não deve ser Umbandista” e terminava com a afirmação: “Se você não reúne estas qualidades, afaste-se da Umbanda”. Já faz mais de 10 anos que eu havia escrito este texto e hoje não concordo mais com estas afirmações. Se fosse seguir isto a risca, a Umbanda se esvaziaria a começar por mim, que não sou perfeito e nem um iluminado. Como eu mesmo não tenho todas estas qualidades de forma perfeita, seria uma hipocrisia manter este título e conclusão. Estou aprendendo e espero continuar aprendendo. Quem me ama, me aceita como eu sou, mesmo com tantos defeitos, vícios e dificuldades. Assim, com todas as minhas limitações, sou acolhido na Umbanda e, com aqueles que nos amam, conseguimos fazer um trabalho que nos faz muito bem. Vivemos aqui com nossos guias como parentes da espiritualidade que nos amam de forma incondicional e com eles vamos melhorando nossa condição humana. Grato a todos que me acompanham, me desculpem por textos como este que, no passado, revelavam tanto a vontade de levar a Umbanda aos quatro cantos do mundo, como também a imaturidade em lidar com algumas questões. Estou aprendendo!


Por: Alexandre Cumino