18 de ago de 2014

Convenhamos, nosso Terreiro é nosso AXÉ!

Axé, axé, axééé a todos!

Neste domingo, dia 7 de agosto, o Fantástico estreou um novo quadro: “O que vi da vida” e o primeiro convidado dessa série foi Zeca Pagodinho.

Zeca Pagodinho, sem dúvida nenhuma, é um dos cantores mais populares do Brasil, mas, mais do que isso, quero chamar a atenção às inúmeras músicas que ele canta direcionadas à Umbanda, aos Orixás, principalmente a Ogum, e aos Guias. Quem já não cantou, por exemplo, “Ogum”, “Minha Fé”, “Pra São Jorge” ou “Chico Não Vai Na Corimba”?

Notem também como Zeca Pagodinho impulsionou a festa a São Jorge/Ogum que acontece no dia 23 de abril. O fato é que a mídia passou a se “interessar” por esse grande dia apoiando-se na imagem de Zeca, esse ano mesmo, em todos os jornais da Rede Globo, a festa foi mostrada com Zeca Pagodinho sendo entrevistado e falando sobre sua Fé e sua crença em “seu” Santo, portanto, a meu ver, a Umbanda, a Fé, a Crença, a Tolerância, a Aceitação, a Esperança e a Alegria ganharam um GRANDE PRESENTE com o depoimento da Zeca Pagodinho domingo no Fantástico.

Venhamos e convenhamos, não é todo dia que temos a oportunidade de ver uma grande personalidade falar em rede nacional tão abertamente, tão orgulhosamente da sua fé dentro Terreiro onde foi criado.

Sei que alguns poderão pensar ou falar: “imagine… Zeca é tão… Falou tanta…”, no entanto, peço que vocês se dêem a oportunidade de ver esse depoimento com ‘olhar de poeta’, sem preconceito e sem juízo de valores, que busquem os significados das palavras, gestos, das imagens e que percebam um homem cheio de história, de vida, de dor, de medo e, principalmente, de agradecimento sincero. Um homem simples que sabe aceitar a realidade que sua Vida lhe deu e que sabe RECONHECER sua crença e sua fé.

Fico pensando quantas pessoas não gostariam de assumir suas reais condições e não conseguem, quantas pessoas procuram milagres na vida porque não reconhecem Seus Milagres Diários, quantas pessoas querem ir para “céu” só por ir, sem nunca pensarem se lá é realmente o lugar de maior afinidade para si, quantas pessoas querem viver a vida dos outros…

É fato, a vida é um grande mistério e cada um tem uma história de vida, portanto é fundamental se expressar com sinceridade, simplicidade e com verdade diante dessa Vida, caso contrário a vida será cheia de conflitos, julgamentos, violência, e, pior, cheia de preconceito e a intolerância.

Espero que todos possam ver o vídeo com o depoimento de Zeca Pagodinho que postei logo abaixo e que aproveitem essa experiência de vida e o grande exemplo de manifestação de fé para também assumirem com orgulho seus respectivos Terreiro. Mesmo porque, nosso melhor analista, médico e guia é O GUIA, não é mesmo?

Enfim, que pensemos sobre o que realmente “vemos da vida” e que possamos, antes de qualquer julgamento, refletir sobre ‘o que realmente pensamos da vida?’, ‘o que a vida está dizendo para nós?’, ‘como nos comportamos na vida?’, ‘contra quem pecamos?’, ‘se realmente a vida é muito mais do que se vê?’, ‘se ter sucesso é bom?’ e ‘se o Poder afasta a Fé?’.



Por: Mãe Mônica Caraccio (texto postado originalmente em 09/08/2011)
Fonte: Minha Umbanda