4 de nov de 2013

O desenvolvimento mediúnico na Umbanda

gira, sessão, defumação, trabalho, zelador, umbandaO desenvolvimento mediúnico na umbanda é prático e requer um tempo de aprendizado para o médium, a fim de que ele se acostume com as vibrações das entidades e aprenda a ser passivo para deixar o guia se manifestar. Como vivemos a era da mediunidade consciente, esse período é necessário para o auto-conhecimento e o aprofundamento da confiança do neófito. Nosso desenvolvimento mediúnico não acontece em dia separado, e sim durante as sessões de caridade, dentro de uma proposta prática, "pé no chão". É ao lado dos médiuns que já estão dando consultas, vendo os cambonos atuando e escutando todo o burburinho da "engira", que os médiuns iniciantes, aos poucos, vão se tornando mais confiantes e, no momento certo, manifestam os seus guias.

É muito raro haver mais de três médiuns em processo de desenvolvimento na Choupana, em razão da atenção requerida. E consideramos que um dia específico para o desenvolvimento só é necessário em agrupamentos com grande número de integrantes, o que, no nosso caso, comprometeria a qualidade do trabalho. Somos de opinião que umbanda não é quantidade de médiuns, nem terreiro com axé significa terreiro maior.

[important]Por: Ramatís - médium: Noberto Peixoto - do Livro Umbanda Pé no Chão - Editora do Conhecimento.
F
onte: Ramatís - Missão de Luz[/important]