10 de set de 2013

Qual a finalidade das formas pensamento em elevadas vibrações?

liberdade, libertação, mudança, desapegoPERGUNTA: - Podemos entender essas formas criadas como se fossem entidades à feição de artificiais do plano mental, que interferem no plano astral? Haveria outras finalidades para formas de pensamento do tipo artificiais em níveis de elevadas vibrações? Pensávamos que isso fosse dispensável.

RAMATÍS: - As formas de pensamento criadas no plano mental para interferência no plano astral são como artificiais benfazejos (os artificiais não são somente para o mal) da alta magia cósmica, em prol da ordem morfológica natural e necessária a cada dimensão vibratória onde os espíritos estagiam, em atrito com a forma manifestada. Claro está que sofreram rebaixamento vibratório para se concretizar, não estando retidas no plano mental, mas implantadas no universo astral, como as cortinas e os cenários de uma apresentação teatral dirigida por competente cenógrafo.

O plano mental está repleto de formas de pensamento para que as criaturas que ali estagiam tenham equilíbrio; provêm dos planos celestiais (búdico e átmico), criadas por seres angélicos. Obviamente são mais belas, coloridas, radiantes, perenes e pulsantes do que as mais vistosas formas de pensamento do plano astral superior. Ainda não temos correspondência em vosso acanhado vocabulário terreno ou nas limitadas percepções dos veículos inferiores, em que vossa consciência se manifesta, para vos fazer compreender as paisagens do plano mental superior. Acaso pensais que os espíritos habitam planos sem forma, em êxtase beatifico, como hibernados comatosos aguardando passivamente o julgamento final, ou se desintegram qual fumaça de incenso que se desfaz no ar?

[important]Por: Ramatis e Babajiananda - Médium: Norberto Peixoto - Livro: Vozes de Aruanda  – Editora do Conhecimento
Fonte: Ramatis - Missão de Luz[/important]