16 de set de 2013

As 7 linhas da Umbanda

orixás, orixá, umbanda


As Sete Linhas de Umbanda são as irradiações planetárias dos Sagrados Orixás Regentes, que são essências indiferenciadas, pois não possuem denominação. Cada uma dessas essências atua num padrão vibratório que estimula e dá sustentação aos seres que vivem em todas as dimensões do planeta


A Umbanda tem nas Sete Linhas seus fundamentos:




  • A Linha Cristalina estimula a Fé (Religiosidade)

  • A Linha Mineral estimula o Amor/Concepção (Sexualidade)

  • A Linha Vegetal estimula o Raciocínio (Conhecimento)

  • A Linha Ígnea estimula a Razão (Juízo)

  • A Linha Eólica estimula a Ordem (Equilíbrio)

  • A Linha Telúrica estimula o Saber (Evolução)

  • A Linha Aquática estimula a Maternidade (Geração)


São sete irradiações, sete padrões vibratórios, sete sentidos da vida e sete sentimentos.


As sete irradiações dão origem a sete essências, que dão origem a sete elementos, que dão origem a sete tipos de matérias ou energias.


São Irradiações Divinas e cada uma flui num padrão próprio que influencia quem é alcançado por ela, alterando nossos sentimentos mais íntimos e o nosso padrão vibratório, estimulando sentimentos mais nobres e virtuosos.


Assentados nessas linhas estão os Divinos Orixás que, por sua própria natureza, são polarizadores e irradiam essas vibrações de forma passiva ou ativa.


Enquanto no nível da essência, elas são imperceptíveis, pois nos chegam direto de Deus. Mas quando as recebemos dos Orixás, elas são elementais e já foram bipolarizadas. Logo, as Sete Linhas assumem esta bipolarização, surgindo automaticamente dois polos em cada uma delas.



POLOS ATIVOS E POLOS PASSIVOS



  • A Linha da Fé: Oxalá é passivo - Oyá-Tempo é ativa

  • A Linha do Amor: Oxum é ativa - Oxumaré é passivo

  • A Linha do Conhecimento: Oxossi é ativo - Obá é passiva

  • A Linha da Razão: Xangô é passivo - Iansã é ativa

  • A Linha da Ordem: Ogum é passivo - Egunitá é ativa

  • A Linha da Evolução: Obaluaiê é ativo - Nanã é passiva

  • A Linha da Geração: Iemanjá é passiva - Omulu é ativo


Assim, temos Sete Linhas, mas catorze Orixás, pois uns ocupam os polos ativos e outros, os polos passivos.


É nesta bipolarização que os arquétipos dos Orixás vão se formando; aí eles vão se individualizando e assumindo atribuições específicas, mesmo atuando sob uma mesma irradiação. As linhas são afins com os orixás e estes com os sentidos e os sentimentos.


[important]Por: Gero Maita
Fonte: Centro Espiritualista de Umbanda - Esperança[/important]