23 de jul de 2013

Procura-se com urgência!

abraço, amigo, amizade, umbandaProcura-se uma senhora – embora também possa ser um senhor quase com as suas mesmas características! – que já seja mãe, avó, ou mesmo bisavó...


Uma senhora simples, quase sem estudo, que tenha se sacrificado para que os filhos estudassem, colaborando com o marido nas despesas da numerosa família que constituiu...


Alguém que, desde o alvorecer do dia, sempre tenha se ocupado dos labores da casa, e, no afã de cumprir com os deveres domésticos, tenha feito muitos calos nas mãos e muitas rugas no rosto...


Uma mulher que nunca tenha tido tempo para vaidade pessoal – que, em toda a vida, raramente frequentou um salão de beleza, ou que não tenha conservado o esmalte nas unhas das mãos mais do que de um dia para outro...


Uma senhora prestativa para com os vizinhos, que nunca fez um comentário desairoso sobre a vida de quem seja, cumprimentando e sorrindo para todos os que passam e a percebem lidando com o seu bem cuidado jardim, onde cultiva rosas e hortênsias, lírios e margaridas...


Uma senhora de fé, sem que, necessariamente seja espírita, católica ou protestante, mas que tenha o hábito da oração e se preocupe com os seus semelhantes...


Alguém que jamais tenha frequentado as páginas dos jornais ou sequer merecido uma citação de seu nome em outros veículos de comunicação, ávidos por notícias sensacionalistas...


Esclareço que ela pode, sim, ser espírita e médium, e que, embora nunca tenha lido “O Livro dos Médiuns”, transmita, quando solicitada, passes nos doentes nos hospitais e nos que recorrem aos seus préstimos espirituais, indo bater à porta de sua humilde residência a qualquer hora do dia ou da noite...


Esta senhora, que sei que existe, sendo no mundo atual uma espécie quase em extinção costuma também, nas horas vagas, costurar roupas para os pobres, e, residindo quase na periferia da cidade, nos finais de semana, com mais três ou quatro de companheiros – quase todos tão simples quanto ela –, se desloca na direção da periferia mais distante e pobre, onde se ocupa da confecção de substanciosa sopa para as crianças famintas...


Procura-se com urgência uma senhora assim – mas, repito, embora seja muito mais difícil de encontrar, desde que com algumas características que lembrem as dela, pode ser um senhor também! - que vivencie o Evangelho com tal espontaneidade que ela não necessite abrir a boca para pregá-lo...


Se você, porventura, encontrar uma senhora com tais traços espirituais, aproxime-se e não se afaste dela, porque num mundo de tanto cepticismo e de tanta vaidade, até mesmo no campo da religião, esta senhora é uma fonte inesgotável de fé, a jorrar cristalina das nascentes do Mais Alto em direção a terra ressequida do coração dos homens.


Eu não sei se ela é alta ou baixa, branca ou negra, nem como se chama, mas... isto não tem a menor importância. Eu só sei que ela é uma estrela, que, transitoriamente, tendo trocado o céu pela Terra, brilha com luz tão discreta que muitos, estando pertinho dela, não conseguem enxergá-la em seu magnífico esplendor!...


[important]Por: Inácio Ferreira
Fonte: Blog do Dr. Inácio[/important]