5 de mar de 2013

A culpa é do outro?

vaidade_01

 

É quase uma constante, a criatura se priva do bom senso, deixa de cuidar das imperfeições próprias, ou seja, de transformá-las, trabalhá-las positivamente e pronto! Tudo perdido!


É quase uma “epidemia” em alguns centros espíritas, parece provocação, rebelião, mas não é isso, tem nome feio e é vaidade.


Querem ser como os famosos médiuns, querem imitar o outro, ter esta ou aquela faculdade mediúnica que na verdade não possuem, porque dá status, porque chama atenção e a trai o publico. Ora essa! Onde já se viu trocar a verdadeira honra com Jesus em nome de uma meia dúzia de bajuladores?


Temos presenciado médiuns que se "vendem" a troco de "ser o centro das atenções" e tudo isso por falta de estudo, de disciplina e de amor a si mesmo e ao próximo. Desperdiçam a oportunidade de crescer com sabedoria para se afundarem mesmo nesta lama pútrida que é a vaidade.


Mas a culpa é do outro! Do obsessor que não perdoa, não é mesmo? Não.


A culpa é do médium que não se ama, não se respeita, que não estuda, não se disciplina e não acordou para a realidade.


Está como costumamos dizer, adormecido em sua ignorância, alertamos que é necessário que acorde enquanto tem tempo.


Não estamos generalizando, é óbvio. Temos médiuns excelentes, disciplinadíssimos e com o intuito verdadeiro de ajudar. Estudam sempre e trabalham constantemente a humildade, esses são a minoria infelizmente, pois os próprios espíritos de luz nos dizem isso, infelizmente alertam para os poucos médiuns que se entregam ao trabalho medianeiro com amor e respeito.


Então vamos todos seguir o exemplo deixado pelos maravilhosos médiuns de todos os tempos, que são pouquíssimos, que só nos ensinaram e ensinam a crescer em amor e com o trabalho digno, no "mundo espiritual".


Vejamos aqui o que o Dr. Inácio Ferreira, no livro "Reencarnação no Mundo Espiritual" (pág.159, 160), diz sobre falta de estudo:




...Eis aqui outro problema insuperável. Mediunidade sem estudo é semelhante a uma lamparina sem azeite: Por mais que nos esforcemos, inútil tentar obter dela alguma luz! O médium - notem bem - não deve confiar apenas e tão-somente na orientação de seus "mentores". A mediunidade é convite ao estudo sistemático da doutrina. Somente o estudo aliado a experiência, conferirá ao médium o discernimento indispensável, evitando que ele seja vítima da mistificação dos desencarnados e de sua própria falta de senso. Aliás, digo-lhe, os médiuns têm sido vítimas de sua própria falta de senso do que da ação dos chamados obsessores, que em maioria são espíritos carentes de amparo...


O médium que não gosta de estudar, por mais que isto possa a ele contrariar, deve permanecer sob a prudente vigilância do dirigente do grupo. Conheci grupos que se desfizeram pela ação sutil dos espíritos inimigos da Doutrina, através de instrumentos mediúnicos que se julgavam auto-suficientes: Não conheciam Espiritismo e se arvoravam em orientadores! Um absurdo, não?



Que fique claro que não pretendemos com isso criticar nossos companheiros de jornada, mas sim de alertar quanto ao erro que se não corrigido a tempo, pode nos levar a mais pesada culpa e esta, não é do outro!


[important]Por: Marcos Marchiori e Letícia Gonçalves
Fonte: Missão de Luz[/important]