14 de fev de 2013

A Umbanda é a religião de espíritos atrasados e o Espiritismo é a doutrina dos espíritos evoluídos?

caboclo, índio, umbandaTenho tido contato com a Umbanda desde a minha meninice e desde então só ouço coisas ruins sendo ditas sobre a mesma e sobre os seus seguidores. Uns dizem que é “coisa” de gente louca, outros que é a religião dos feiticeiros e por aí vai...

Lamentavelmente alguns irmãos de caminhada que vivenciam hoje o espiritismo dos centros de mesa (espiritismo mesa branca), os mais conservadores tratam a umbanda como a religião dos atrasados e dos involuídos, infelizmente.

É claro que não estamos a generalizar, mas existe sim preconceito, racismo e muita falta de informação por parte de alguns adeptos do espiritismo, seguidores de Kardec, que taxam os pretos velhos, caboclos entre outros, como espíritos atrasados e inferiores.

Ora, seguidores da doutrina codificada por Kardec quase todos nós somos! Pois precisamos compreender o mundo espiritual para aprendermos a discernir e isso não deve ser privilégio só de uns, todos nós necessitamos evoluir e o estudo é o melhor caminho.

Ouvimos dizer muitas vezes pelos mais desinformados que “a umbanda é a religião dos ignorantes e atrasados, enquanto o espiritismo é a doutrina dos mais evoluídos”. Isso é uma afirmação equivocada e lamentamos profundamente pelos que ainda pensam assim.

Chamam-nos de tendenciosos e de seres atávicos como se o preconceito que verte destes mesmos irmãos que nos apontam também não o fosse.

Outro dia ouvimos uma declaração que consideramos mui infeliz num vídeo que assistimos postado no Youtube, onde o médium disse que “espírito depois que desencarna não tem cor”. Obviamente referia-se a um desencarnado que revelou para ele ser um preto velho, já se fosse uma freira, diríamos que não haveria problema algum em apresentar-se branca, não é mesmo?

A umbanda nos ensinou a respeitar todas as consciências desde a mais obscura até a mais evoluída, ensinou-nos que só a inteligência e o intelecto avantajado sem a simplicidade e a humildade, é ciência morta, pois conduz o homem ao erro que sem freios e orgulhoso, avança cego para o precipício.

É certo que até nós um dia viramos as costas para a “umbanda”, pois conhecemos rituais macabros com sacrifícios de animais, médiuns fofoqueiros, maliciosos, desonestos, indisciplinadíssimos, concupiscentes, sensuais entre outros, que faziam tudo isso em nome de uma “religião” que diziam “ingenuamente” ser “Umbanda”. Até hoje muitos falsos umbandistas continuam a conspurca-la, levando a desinformação à milhares de pessoas que vão na maioria das vezes em busca de auxílio e encontram lobos em pele de cordeiro, dizendo-se “umbandistas”.

Longe de nós julgarmos esses irmãos, a finalidade aqui é a da reflexão, a busca pela razão e a fuga em desabalada carreira desses lugares e da companhia dessas pessoas.

Como alhures dissemos, a umbanda é luz e amor, é caridade e união e não o contrário!

E vamos continuar combatendo a desinformação, o preconceito e o racismo, venham de onde vier. Convidamos os amigos e leitores ao estudo sério e comprometido com a verdadeira umbanda, com o espiritismo e com a ciência porque o homem necessita saber sobre tudo, sobre o outro, sobre a origem das coisas, sobre a cultura de cada povo, sobre a crença e o culto de cada um. Respeito é condição primordial para que possamos ser aceitos em todos os lugares, mesmo quando uma crença destoa da nossa, mesmo quando nos agridem os olhos com aberrações macabras, mesmo quando sabemos que há “ali” o erro, ainda assim devemos RESPEITAR o estado de consciência de cada semelhante, assim como queremos ser respeitados.

Não existe na nossa humilde opinião religião melhor que a outra, existe sim criatura melhor, mais informada, mais equilibrada, mais esforçada, mais humilde, mais paciente e por aí vai... Orgulho, vaidade e preconceito são escolhos que jazem petrificados nas almas, independente da religião que elas cultuam. A falta de caráter é falha moral que habita o espírito e não o seu culto ou a sua religião.

O atavismo vive no espírito e é desperto no próprio espírito e não na doutrina religiosa que o espírito encarnado segue.

Temos assistido a vários vídeos postados no Youtube, onde equivocadamente muitos falam de forma ignorante sobre a umbanda, julgam e apedrejam com a elegância dos cultos o que pensam saber sobre nós umbandistas e sobre a religião que professamos. Aí, somos nós umbandistas que vemos o atavismo, o preconceito, a falta de caridade e de conhecimento por parte de alguns desses ilustres irmãos e irmãs, cultos, inteligentes, eruditos, mas que têm pouca sabedoria. Porque se o fossem, compreenderiam que vários são os caminhos que conduzem a Deus.

Portanto a Umbanda é sim religião que conduz o espírito a um estágio evolutivo melhor, assim como o Espiritismo, a doutrina baseada na ciência que esclarece, descortina para nós, estagiários desse planeta, os mistérios do Universo.

Galguemos um degrau de cada vez e busquemos pelo estudo, pela disciplina e pela verdadeira educação para que primeiro aparemos as nossas arestas e não as dos nossos irmãos. Para que primeiro nos eduquemos, antes de querermos educar os nossos irmãos e para que primeiro nos corrijamos moralmente antes de corrigirmos as falhas morais de nossos semelhantes.

Muita paz e luz a todos!

[important]Por: Letícia Gonçalves – Fonte: Missão De Luz[/important]