17 de jan de 2013

Orixás: vibrações cósmicas – Parte IX

caboclo, índio, umbandaPERGUNTA: Podeis dar-nos um exemplo prático de cura nesses moldes?


VOVÓ MARIA CONGA: Uma filha se vê perseguida por uma colega de trabalho diante de uma promoção iminente. Essa oponente, desairosa em seus interesses, procura macumbeiro de aluguel que a tudo resolve. Com o devido pagamento, almeja conseguir o cargo tão visado, não importando os meios e o mal causado. Com despacho para entidades de baixo escalão vibratório, esse mago encarnado invoca forças do submundo astral para o intento nefasto da contratante. Utilizando catalisadores próprios no plano físico e invocações de que não cabem maiores detalhes neste exemplo, juntamente com sangue de animal com quatro patas, sacrificado, e pimenta vermelha, o mago negro desencarnado obtém fluidos para confecção de ovóide ectoplásmico altamente enfermiço. Este é fixado no chacra gástrico da filha, alvo do enfeitiçamento nefasto, por implante de pequeno aparelho processador, advindo rápido transtorno somático no estômago, transformando-se rapidamente em câncer paralisante.


Essa filha, desalentada pela situação inesperada em que os meios médicos terrenos se mostram inócuos e os tratamentos espirituais "convencionais" nada resolvem, procura, desesperada, uma Casa de Umbanda como último recurso.


Durante a consulta, se pede que a filha fique até o final para trabalho de demanda e desmancho. Nesse atendimento, as falanges que dão apoio à corrente mediúnica apreendem a organização malévola prestadora do serviço de enfeitiçamento cruel, desfazem o campo de força do despacho realizado e que está vibrando no Astral, afastam todos os espíritos sofredores que vampirizam as energias da filha em atendimento. Trazem o engenheiro que construiu o aparelho eletrônico fixado no chacra gástrico, fazendo-o retirá-lo. Isso feito, "limpo" o terreno para o jardineiro trabalhar, caboclo de Oxossi incorporado procede a atendimento curador: com assovios e mantras próprios intercede no estomago adoentado, aumentando a vibração do duplo etérico do órgão, afrouxa a coesão molecular e refaz os tecidos etéricos prejudicados. Muito em breve a filha assistida estará curada. Tudo isso acontece em dez a 15 minutos do tempo dos filhos.