8 de jan de 2013

Orixás: vibrações cósmicas – Parte II

orixás, orixá, umbandaPERGUNTA: A venerável irmã, se referindo aos orixás, citou os "traços comportamentais e psíquicos em comum que se formaram ao longo do tempo no inconsciente das homens". Poderia falar-nos algo mais sobre esse tema?


VOVÓ MARIA CONGA: Que os filhos saibam que nos alenta o espírito é falar simples para os humildes, que não tiveram o jardim da alma tomado pelo inço do excessivo intelecto, assim como procedia o Divino Mestre Jesus. Diante da necessidade de maiores elucidações sobre a Umbanda, e não se fala de Umbanda sem os orixás, nos vemos "obrigada" a buscar certa erudição, que está de acordo com as consciências dos filhos, neste momento, mas que há muito esquecemos num passado de intelectualismo vigoroso no interior dos templos, mas algo desvitalizado do amor que acompanha os "pobres" de espírito na vida cotidiana.


Orixás existem muitos nas diversas crenças e ritos antigos da Terra. Quando se fala em orixá, quer-se dizer que a cada plano dimensional, seja físico, etérico, astral, mental inferior ou superior, búdico ou átmico, se tem orixás correspondentes que explicam e regem esses planos de manifestação. Tais conhecimentos, desde a Aumbandhã da época Atlante, foi se perdendo em sua pureza iniciática, situação que se intensificou nos diversos cultos que existiram nas nações africanas de outrora...


Como todos esses planos dimensionais estão nos filhos, podemos afirmar que os orixás têm grande influência nos comportamentos humanos. São vibrações expressas que têm comprimento e freqüência, e que um dia a Física da Terra irá descortinar. Sem querermos detalhar em excesso, vamos comentar rapidamente alguns comportamentos ligados a cada orixá da Umbanda setenária, a que foi trazida para a Terra pelo caboclo das Sete Encruzilhadas, e que resgata a antiga Aumbandhã: Oxalá, Yemanjá, Yori, Xangô, Ogum, Oxossi e Yorimá.


Oxalá é a expressão maior da vida na Terra, significando o próprio Cristo Cósmico, que teve em Jesus a sua personificação entre os filhos. A criatividade, a expressão do intelecto e os anseios superiores e espirituais são oriundos dessa vibração.


O orixá Yemanjá está relacionado com o bem-estar e segurança. A Terra é inóspita, tendo clima, geografia e condições de habitação adversas aos filhos. A relação positiva com a sobrevivência e o meio ambiente, a segurança emocional e o equilíbrio que dá serenidade nesse meio regem-se pelas vibrações de Yemanjá.


Os filhos nos quais o Eu Superior determina os raciocínios, nos quais a convivência amorosa e humilde com os outros se faz rotineira, sendo as opiniões alheias consideradas sem imposições exageradas, têm do orixá Yori grande influência.


Xangô é o orixá da Justiça, do equilíbrio cármico. O filho correto na sua vida, justo e que demonstra correção nos seus atos tem forte impulso dessas vibrações.


No orixá Ogum encontramos as vibrações das paixões humanas. Estimuladas, essas energias se mostram violentas e prejudiciais, estabelecendo-se verdadeiras "demandas" existenciais, pois geram muitas dúvidas e insegurança. Quando há equilíbrio, Ogum é regente de energia criadora e sublimada. Em desequilíbrio, os filhos se tornam impacientes e até violentos na busca de seus ideais, pois se mostrarão excessivamente apaixonados na vida.


Em Oxossi temos a cura de todas as chagas. Os que estão sob sua influência vibratória encontram a harmonia existencial numa vida saudável e sem sinais de doenças. Foram em vidas passadas chagados pelas pestes, epidemias e doenças fatais de antanho.


Em Yorimá existe a disciplina. Os filhos sob sua regência terão de buscar o equilíbrio na sabedoria das coisas simples da vida. São filhos confiantes sem serem inflexíveis, ternos e singelos.É bom ficar claro que todas as vibrações influenciam. É como se cada um dos filhos tivessem sete vetores, um de cada orixá. O que pode ocorrer é, dependendo do momento existencial e cármico de cada filho, um vetor estar mais "dinamizado" que o outro, mas nunca ocorrer de um preponderar indeterminadamente sobre os demais.


[important]Por: Vovó Maria Conga - Médium: Norberto Peixoto - Do livro: “Evolução No Planeta Azul” – Editora do Conhecimento
Fonte: Ramatís - Missão de Luz[/important]